17 de outubro de 2014

IV COLÓQUIO INTERNACIONAL SOBRE LITERATURA BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA: PRÁTICAS DO ESPAÇO


Brasil-França-Inglaterra 
15 e 16 de janeiro de 2015 em Paris
19 e 20 de janeiro de 2015 em Oxford

Organização
Claire Williams (St. Peter’s College, University of Oxford)
José Leonardo Tonus (Université Paris-Sorbonne)
Regina Dalcastagnè (Universidade de Brasília)

Comissão científica
Georg Wink (University of Copenhagen), Leila Lehnen (University of New Mexico), Lucía Tennina (Universidad de Buenos Aires), Luciene Almeida de Azevedo (Universidade Federal da Bahia), Roberto Vecchi (Università di Bologna), Sandra Regina Goulart Almeida (Universidade Federal de Minas Gerais), Stefania Chiarelli (Universidade Federal Fluminense), Vinícius de Carvalho (King’s College London)

Comissão de apoio
Agnaldo Fernandes da Silva (Université Paris-Sorbonne), Gui Perdigão (St. Catherine's College), Phillip Rothwell (St. Peter’s College), Silvia Aline da Silva Caetano (Université Paris-Sorbonne)

Monitoria
Julio Lenz Rodrigues Barrocas, Richely B. de Castro, Pauline Rosa, Marilia Bellio do Nascimento, Sandy Pereira Guerreiro, Diana Hilario, Lea Carmona Towsend, Ranny Cabrera, Jade de Lima Mauricio, Cristina Souza (Université Paris-Sorbonne)

Na esteira do pensamento do sociólogo francês Michel de Certeau e de um quadro espistemológico recente voltado cada vez mais para o estudo das relações entre espacialidade e fenômenos sócio-culturais, este colóquio – que reunirá pesquisadores de diversas instituições acadêmicas da América Latina, América do Norte e Europa – pretende abordar uma série de questões relativas às práticas do espaço na literatura brasileira contemporânea. Será discutido desde o campo literário no país, observando-se a movimentação e as disputas de seus/suas agentes por um espaço simbólico, mas que marca o lugar e a produção de cada um/a deles/as no contexto cultural brasileiro, até os modos de referencialização, estilização, representação e significação do espaço do/no texto literário: construção de lugares imaginários; tensões estabelecidas a partir de relações conflituosas com o espaço vivenciadas no interior das obras; procedimentos de espacialização textual.
O encontro é resultado dos diálogos já estabelecidos entre estudiosos de literatura brasileira contemporânea de diferentes universidades do Brasil e do exterior e marca a consolidação da cooperação entre essas instituições. As diferentes procedências dos participantes apontam também as diferentes perspectivas teóricas e metodológicas que estarão em debate. Para além de questões mais teóricas, necessárias à análise das obras literárias em seu conjunto, serão apresentados estudos pontuais sobre livros, autores e gêneros específicos da literatura brasileira contemporânea, incluindo ainda interpretações sobre o campo literário brasileiro atual. Todos os trabalhos trarão como preocupação central o fazer literário na contemporaneidade, tendo como recorte cronológico as obras da literatura brasileira produzidas a partir de 2000.

PROGRAMAÇÃO
Quinta-feira, 15 de janeiro – Université Paris-Sorbonne
Amphithéâtre Guizot – 17, rue de la Sorbonne – 75005 – Paris

ABERTURA – 8h30
Recepção dos participantes e abertura do Colóquio, com a presença dos organizadores.

MESA 1 – 9h às 10h20

Mergulho nas emergências: margem de dentro e margem de fora na literatura brasileira
Alexandre Faria (Universidade Federal de Juiz de Fora)

Literatura marginal/periférica: páginas, versos e vozes de um movimento
Michel Yakini (coletivo “Elo da Corrente”)

Qual o espaço da periferia na literatura brasileira contemporânea?
Paula Anacaona (editora Anacaona)

INTERVALO

MESA 2 – 11h às 11h50

A conquista de capitais no espaço transnacional: o caso da literatura brasileira contemporânea no Salão do Livro de Paris
M. Carmen Villarino Pardo (Universidad de Santiago de Compostela)

A literatura brasileira contemporânea em tradução: os “novos tradutores” no campo literário alemão
Marcel Vejmelka (Universidade Johannes Gutenberg de Mainz)

ALMOÇO

MESA 3 – 14h às 14h50

O espaço do eu na literatura contemporânea: narcisismo e globalização 
Luciana Hidalgo (Université Paris-Sorbonne)

A prisão como espaço fundador em Memórias de um sobrevivente
Luciana Paiva Coronel (Universidade Federal do Rio Grande do Sul/Capes)

MESA 4 – 14h50 às 15h40

Meios (públicos) sem fim: passagens e passageiros nas radiografias do espaço urbano
Roberto Vecchi (Università di Bologna)

O lugar das coisas, ou de como os objetos compõem o espaço narrativo
Regina Dalcastagnè (Universidade de Brasília)

INTERVALO

MESA 5 – 16h às 16h50

A cidade como espaço cênico: a ressignificação do espaço entre realidade e teatralidade
Rita Maubert (Université Paris-Sorbonne/ Université Paris-Ouest)

O olhar e a cena: o espaço urbano como construção poética do sujeito
Susanna Busato (Universidade Estadual Paulista/ São José do Rio Preto)

Sexta-feira, 16 de janeiro – Université Paris-Sorbonne
Amphithéâtre Guizot – 17, rue de la Sorbonne – 75005 – Paris

MESA 7 – 9h às 9h50

Espaço fantasmático: para uma poética feminista na ficção brasileira contemporânea
Rita Terezinha Schmidt (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)

Geografias afetivas, lugares identitários na literatura brasileira contemporânea
Sandra Regina Goulart Almeida (Universidade Federal de Minas Gerais)

MESA 8 – 9h50 às 10h40

Personagens em trânsito: espaços de resistência em Mar azul, de Paloma Vidal
Joyce Luciane Correia Muzi (Universidade Estadual de Maringá/Instituto Federal do Paraná)

Estratégias narrativas e táticas do cotidiano em Estive em Lisboa e lembrei de você
Sara Brandellero (Universiteit Leiden)

INTERVALO

MESA 8 – 11h às 11h50

A negociação do espaço e da identidade no romance Samba sem mim, de Caio Yurgel
Camila Gonzatto (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul)

O teatro da identidade e a cena urbana na obra de Ricardo Lísias
Ângela Maria Dias (Universidade Federal Fluminense)

ALMOÇO

MESA 9 – 14h às 14h50

Zonas de desastre: a narrativa de Sem importância coletiva, de Daniela Lima
Paulo C. Thomaz (Universidade de Brasília)

Um país de 55 metros quadrados: o sentimento de avulsão em Terra avulsa, de Altair Martins  
Ricardo Araújo Barberena (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul)

REUNIÃO DE TRABALHO – 15h às 17h
Publicação dos textos do Colóquio; projetos de pesquisa; cooperação entre as instituições universitárias do Brasil, da Europa e dos Estados Unidos sobre estudos literários; outras publicações; encontros internacionais; intercâmbios e cotutelas. Preparação do VIII Simpósio Internacional de Literatura Brasileira Contemporânea, em Brasília, e do V Colóquio Internacional sobre Literatura Brasileira Contemporânea, em local a ser definido.

APRESENTAÇÃO DE PÔSTERES

Quem escreve o romance brasileiro contemporâneo?
Fernanda Serafim Alves (Universidade de Brasília)

Necessidades especiais no romance brasileiro contemporâneo
Isadora Maria Santos Dias (Universidade de Brasília)

Sexualidade no romance brasileiro contemporâneo 
Marcos Eduardo Lopes Rocha (Universidade de Brasília)

O narrador no romance brasileiro contemporâneo 
Maria Manuella Bessa Kury (Universidade de Brasília)

Questões raciais no romance brasileiro contemporâneo
Priscila Cristina Cavalcante Oliveira (Universidade de Brasília)

Religiosidade no romance brasileiro contemporâneo
Vanessa Chanice Magalhães Silva (Universidade de Brasília)

Relações afetivas no romance brasileiro contemporâneo 
Vanessa Pereira Cajá Alves (Universidade de Brasília)

Relações de gênero no romance brasileiro contemporâneo
Waldson Gomes de Souza (Universidade de Brasília)

Segunda-feira, 19 de janeiro – St. Peter’s CollegeUniversity of Oxford 
Dorfman Centre – St. Peter’s College – New Inn Hall Street – Oxford – OX1 2DL

ABERTURA – 8h30
Recepção dos participantes e abertura do Colóquio, com a presença dos organizadores.

MESA 1 – 9h às 9h50

Escrevendo-se na cidade: Exu e o Guia afetivo da periferia, de Marcus Vinicius Faustini
Vinícius de Carvalho (King’s College London)

O espaço urbano e subjetivo em O beijo na parede, de Jeferson Tenorio
Fernanda Borges (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul)

MESA 2 – 9h50 às 10h40

A espacialidade do narrador na literatura brasileira contemporânea
José Leonardo Tonus (Université Paris-Sorbonne)

Poéticas da desigualdade social no romance brasileiro contemporâneo
Gabriel Estides Delgado (Universidade de Brasília)

INTERVALO

MESA 3 – 11h às 11h50

Cenas do retorno na narrativa brasileira contemporânea
Anderson Luís Nunes da Mata (Universidade de Brasília)

De confinamentos e deslocamentos: tensões espaciais em Dois rios, de Tatiana Salem Levy
Lúcia Osana Zolin (Universidade Estadual de Maringá)

ALMOÇO

MESA 4 – 14h às 15h20

Ser feminista no campo literário brasileiro: de personagens, teorias e palavras no “armário”
Virgínia Maria Vasconcelos Leal (Universidade de Brasília)

Um sentido para o fim: memórias e espaços transitórios em Hanóide Adriana Lisboa
Júlia Braga Neves (King's College London/Humboldt Universitat zu Berlin)

Hanói, de Adriana Lisboa, e As miniaturas, de Andrea del Fuego: uma leitura comparativa de duas escritoras brasileiras contemporâneas
Raquel Ribeiro (University of Edinburgh)

INTERVALO

MESA 6 – 15h40 às 16h30

Fora de lugar, fora do tempo: encontros incômodos em Habitante irreal, de Paulo Scott
Claire Williams (St. Peter’s College, University of Oxford)

“Escritas de ouvido” contemporâneas: por uma poética espaço-sonora
Marília Librandi-Rocha (Stanford University) e Sérgio Bairon (USP/Instituto Diversitas)

MESA 7 – 16h30 às 17h20

O não-espaço em Wesley Peres: narrativas líricas em deslocamento
Rosane Carneiro Ramos (King's College London/Capes)

Steampunk brasileiro: o espaço de ficção científica em Lição de anatomia do temível Dr. Louisonde Enéias Tavares
Georg Wink (University of Copenhagen)

Terça-feira, 20 de janeiro – St. Peter’s CollegeUniversity of Oxford 
Dorfman Centre – St. Peter’s College – New Inn Hall Street – Oxford – OX1 2DL

REUNIÃO DE TRABALHO – 9h às 12h
Publicação dos textos do Colóquio; projetos de pesquisa; cooperação entre as instituições universitárias do Brasil, da Europa e dos Estados Unidos sobre estudos literários; outras publicações; encontros internacionais; intercâmbios e cotutelas. Preparação do VIII Simpósio Internacional de Literatura Brasileira Contemporânea, em Brasília, e do V Colóquio Internacional sobre Literatura Brasileira Contemporânea, em local a ser definido.



      



21 de agosto de 2014

I JORNADA DE ESTUDOS SOBRE LITERATURA INFANTIL E INFÂNCIA
Representação e visibilidade
Universidade de Brasília, 4 de setembro de 2014

Qual é o lugar da infância na produção literária contemporânea? Onde se encontra a literatura infantil no campo literário? Por ser voltada para o público infantil é uma produção literária menor? Em meio ao debate sobre a emergência dos espaços de voz, cabe questionar o conceito sociocultural de infância que a literatura reproduz. Para tanto, a I jornada de estudos sobre literatura infantil e infância: representação e visibilidade reúne pesquisadoras(es) que discutem a relevante trajetória da literatura infantil/juvenil como produto cultural da humanidade e a abordagem conceitual da infância espelhada na literatura brasileira. Assim, a costura dessa polaridade será dada pelo diálogo em torno de temas como representação, visibilidade, identidade e autoria.

Informações:
Data: 4 de setembro de 2014
Horário: 8h às 12h e 14 às 19h
Local: Auditório do Instituto de Letras, ICC Sul, Subsolo, sala 99
Vagas para ouvintes: 100
Inscrições gratuitas pelo formulário disponível em: http://goo.gl/CrBmnI
Informações: seminariosgelbc@gmail.com
Programação completa em nosso blog ou no site do GELBC

Coordenação:
Anderson da Mata
Comissão Organizadora: 
Dalva Martins de Almeida, Maria Aparecida Cruz de Oliveira
Equipe de Apoio: 

Elizabete Barros, Gabriel Estides Delgado, Laeticia Jensen Eble, Lemuel Gandara
Organização: Grupo de Estudos em Literatura Brasileira Contemporânea – UnB
Apoio: Departamento de Teoria Literária e Literaturas – UnB

PROGRAMAÇÃO
8h às 12h  Conferência/Comunicações

Recepção – 8h

Abertura – 8h30

Mesa 1 – 8h40 às 9h45
Vera Tietzmann (UFG) – O livro infantil, o leitor e o mercado: de Lobato até agora
MediaçãoGislene Maria Barral Lima Felipe da Silva (UnB)

Intervalo: 9h45 às 10h

Mesa 2 – 10h às 12h
Cíntia Schwantes (UnB) – Um copo vazio está cheio de ar: Copo vazio como Bildungsroman
Paula Fabrísia Fontenele (UnB) – As bruxas nos contos de fadas franceses
Dalva Martins de Almeida (UnB) – A menina negra que vejo no espelho
Poliana Queiroz Borges (UFG) – Memórias da escuridão: a morte entre as pausas de Beethoven
Mediação  Lorena Sales dos Santos (UnB)

14h30 às 16h  Conferência/ comunicações

Mesa 1 – 14h às 14h50
Mirian Hisae Yaegashi Zappone (UEM) – Literatura e letramentros: os adolescentes e o mundo da leitura
Mediação  Cíntia Schwantes (UnB)

Mesa 2 – 14h 50 às 16h15
Ana Cláudia da Silva (UnB) – O cão que ladra também morde: representação da infância em Luís Bernardo Honwana e Ondjaki
Douglas Rodrigues de Sousa (UnB) – Giros, cores e sons
Rosa Alda Souza de Oliveira (UnB) – A representação da infância e nação na poesia de Tony Tcheka
Mediação – Anderson Luís Nunes da Mata (UnB)

Intervalo  16h15 às 16h30

Mesa 3 – 16h30 às 17h20
Maria Aparecida Cruz de Oliveira (UnB) – Memória e esperança: imagens da infância em Ponciá Vicêncio e Becos da Memória
Anderson da Mata (UnB) – Infância: tema, conceito e poética
Mediação – Luciana Teixeira (UnB)

Mesa 4 – 17h20 às 18h30
Elizabeth Hazin (UnB) – Os livros e a leitura do mundo
Kiusam de Oliveira (USP) – (Des)Construindo as identidades negras na literatura infanto-juvenil: caminhos  possíveis
Mediação –  Dalva Martins de Almeida (UnB)
Encerramento – 18h30

Sobre as(os) participantes
Ana Cláudia da Silva é professora de literatura da Universidade de Brasília. É membro do Grupo de Pesquisa "Mayombe: Literatura, História e Sociedade", do Grupo de Trabalho "Teorias da Narrativa", da ANPOLL, e da Cátedra Agostinho da Silva.
Anderson da Mata é professor de teoria da literatura da Universidade de Brasília. Desenvolve pesquisas sobre representação na narrativa brasileira contemporânea, discurso, infância e nação. 
Cintia Schwantes é professora de literaturas em língua inglesa da Universidade de Brasília. Trabalha com estudos de gênero, literaturas de língua inglesa e romance de formação.
Dalva Martins de Almeida é mestranda em literatura na Universidade de Brasília e tem como objeto de pesquisa a representação de meninas negras na literatura infantil contemporânea.
Douglas Rodrigues de Sousa é doutorando em literatura na Universidade de Brasília, desenvolvendo projeto sobre a participação do negro/a na cultura de massa televisiva. 
Elizabeth Hazin é professora de literatura brasileira da Universidade de Brasília. Também é autora de poesia e de literatura infantil.
Kiusam Oliveira é doutora em Educação e autora dos livros Omo-Oba: histórias de princesas (Mazza, 2009) e O mundo no black power de Tayó (Peirópolis, 2013), entre outros.
Maria Aparecida Cruz de Oliveira é mestranda em Literatura na Universidade de Brasília e realiza pesquisa sobre a representação da infância nos romances de Conceição Evaristo.
Mirian Hisae Yaegashi Zappone é professora de literatura da Universidade Estadual de Maringá e estuda questões relacionadas ao ensino de literatura e literatura infantojuvenil brasileira.
Paula Fabrísia Fontenele é doutoranda em Literatura na Universidade de Brasília e trabalha com literatura francesa, literatura infantojuvenil e relações entre Literatura e História.
Polyana Queiroz Borges é mestranda em Estudos Literários na Universidade Federal de Goiás.
Rosa Alda Souza de Oliveira é mestranda em Literatura na Universidade de Brasília e realiza pesquisa sobre a formação literária da Guiné-Bissau.
Vera Tietzmann é professora titular de literatura da Universidade Federal de Goiás, atuando principalmente com questões ligadas à leitura e à literatura infantil.







 
Departamento de 
Teoria Literária e Literaturas

I JORNADA DE ESTUDOS SOBRE LITERATURA INFANTIL E INFÂNCIA: representação e visibilidade

(clique para ampliar)

11 de agosto de 2014

Revista Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea

Chamadas para artigos - 2015
CALL FOR PAPERS
Revista Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea

Publicada pelo Grupo de Estudos em Literatura Brasileira Contemporânea da Universidade de Brasília, a revista tem o compromisso de fomentar o debate crítico sobre a literatura contemporânea produzida no Brasil, em suas diferentes manifestações, a partir dos mais diversos enfoques teóricos e metodológicos, com abertura para o diálogo com outras literaturas, em especial da América Latina.

Revista 45 (1º/2015)
Seção temática: A infância na literatura
A revista Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea está recebendo artigos e resenhas para a edição de janeiro-junho de 2015.
O número 45 trará uma seção temática sobre A infância na literatura
Este dossiê propõe a reflexão sobre as representações da infância na literatura brasileira contemporânea, considerando as obras dirigidas ao público em geral, bem como ao infantojuvenil. Serão aceitos artigos que: i) discutam o conceito de infância, em sua abordagem socio-histórica ou filosófica, e sua relação com a literatura brasileira contemporânea; ii) analisem a representação da infância e/ou de personagens infantis em obras da literatura brasileira contemporânea; iii) reflitam sobre a relação da criança com processos de produção, circulação e recepção das obras da literatura brasileira contemporânea.
Dossiê proposto por Mirian Hisae Yaegashi Zappone (UEM) e Anderson da Mata (UnB).
ATENÇÃO: O prazo final para o envio de artigos para a seção temática do nº 45 foi prorrogado até 30 de setembro de 2014.

Revista 46 (2º/2015)
Seção temáticaLiteratura e Novas Mídias
A revista Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea está recebendo artigos e resenhas para a edição de julho-dezembro de 2015.
O número 46 trará uma seção temática sobre Literatura e Novas Mídias
Este dossiê propõe a reflexão acerca de como o contexto digital e as novas mídias têm possibilitado outras perspectivas para a abordagem e a compreensão da literatura, entendida como disciplina, e do literário, entendido como dimensão sociocultural mais ampla. Serão aceitos artigos que: i) reflitam, a partir das múltiplas abordagens teóricas possíveis, sobre conceitos como autoria, recepção, leitura, circulação, valor e suporte nesse contexto digital; ii) analisem obras específicas não impressas ou impressas que mantenham relação temática e/ou formal com o referido contexto; e iii) discutam o alcance das novas mídias no redimensionamento da escrita e da leitura literárias.
Dossiê proposto por Rejane Cristina Rocha (UFSCar).
O prazo final para o envio de artigos para a seção temática do nº 46 é 10 de novembro de 2014. 

A revista conta também com uma seção de tema livre, onde são publicados artigos de diversas abordagens sobre a literatura brasileira contemporânea. Há ainda espaço para resenhas de obras de ficção, poesia, crítica literária e teoria literária publicadas nos últimos 24 meses.

As colaborações para as seções de tema livre e de resenhas são recebidas em fluxo contínuo.

As normas para publicação estão disponíveis em: http://goo.gl/pESlS6

Os artigos e resenhas devem ser enviados para: revistaestudos@gmail.com

Cordialmente,
A Comissão Editorial
Revista Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea

Nossos canais: 
Revista no SEER - Scielo Site - Facebook - Twitter - Blog