Atividades

2017




II JORNADA NACIONAL DE ESTUDOS DE LITERATURA INFANTIL E JUVENIL E REPRESENTAÇÕES DA INFÂNCIA
 Dias 27 e 28 de setembro de 2017, Auditório do Instituto de Letras da UnB, ICC Sul

Realização: Grupo de Estudos em Literatura Brasileira Contemporânea

PROGRAMAÇÃO

 

Período de realização: 27 e 28 de setembro de 2017

 

 

Dia 27/09/2017


TARDE / NOITE

17h-18h30min – Inscrições

18h30min – Mesa de abertura: Coordenador do Pós-Lit/UnB, Coordenadora do Grupo de Estudos em Literatura Brasileira Contemporânea (GELBC), Coordenadoras do Evento

19H – CONFERÊNCIA DE ABERTURA:

PROFA. DRA. MARISA PHILBERT LAJOLO (UNICAMP/UPM)
Antonio Candido na sala de aula

Mediação: Profa. Dra. Patrícia Nakagome (UnB)


19:45h – Debate

20h – Encerramento da noite

dia 28/09/2017


MANHÃ

8h30 – Credenciamento

9h às 9h45min – CONFERÊNCIA: 
PROF. DR. AMADEU DE OLIVEIRA WEINMANN (UFRGS)
A invenção da infância

Mediação: Prof. Dr. Anderson Luís Nunes da Mata (UnB)

9h45min – Debate

10h - Intervalo

10h20min – 11h40 – MESA I – REPRESENTAÇÕES: AS TEIAS DO LITERÁRIO
Profa. Ma. Maria Aparecida Cruz de Oliveira (UnB)
Longe de casa: infâncias (im)possíveis

Prof. Dr. Anderson Luís Nunes da Mata (UnB)
Jornada no nervo da noite: a narrativa infantojuvenil de João Gilberto Noll
Prof. Dr. Pedro Mandagará (UnB)
Literatura indígena e literatura para a infância
Profa. Dra. Ana Cláudia da Silva (UnB)
Quem roubou as fadas? Releituras na literatura infantil espírita brasileira

Mediação: Ma. Graziele Frederico (UnB)

11h40min – Debate

12h – Intervalo - Almoço
TARDE
13h40 - Credenciamento

14h – MESA II – ENSINO DE LITERATURA E RESISTÊNCIA
Profa. Dra. Cíntia Carla Moreira Schwantes (UnB)
Literatura Infanto-Juvenil e inclusão: os desafios da dislexia

Profa. Dra. Adriana Lins Precioso (Unemat/UnB) O ensino de literatura e a proposta interventiva do PROFLETRAS 
 
Profa. Dra. Rosilene Silva da Costa (UnB)
Literatura contemporânea no Exame Nacional do Ensino Médio

Mediação: Profa. Ma. Dalva Martins de Almeida (SEDF/UnB)

15h – Debate

15h20min – MESA III – HORIZONTES DA LEITURA LITERÁRIA
Profa. Dra. Renata Junqueira (UNESP)
Livro ilustrado: palavras e imagens na sala de aula

Profa. Dra. Patrícia Trindade Nakagome (UnB)
A literatura infantojuvenil e a leitura de cabeça levantada

Profa. Dra. Paula Gomes de Oliveira (FE-UnB)
O leitor, o livro e a leitura: um encontro tão possível quanto não controlável

Mediação: Profa. Dra. Bruna de Paiva Lucena (SEDF/UnB)

16h20min – Debate
  
16h45min – Intervalo
  
17h – MESA IV - ESCRITORAS

Profa. Dra. Margarida de Aguiar Patriota
O jovem leitor no processo de criação literária

Profa. Ma. Josefina Ferreira Gomes
As adaptações e recriações de clássicos da literatura mundial e brasileira para o cordel infantil: particularidades e diálogo com outros gêneros

Profa. Dra. Heloísa Pires de Lima
Pelas águas africanas: pescando lendas e histórias afro-brasileiras

Mediação: Profa. Dra. Gislene Maria Barral Lima Felipe da Silva (SEDF/UnB)

18h – Debate

18h15min – Mesa de encerramento

18h30min – Encerramento


Realização:


***
PRÓXIMOS EVENTOS

Seminários de Pesquisa VIII: Literatura e resistência, que acontecerá na Universidade de Brasília, em data a ser divulgada. 
Coordenação: Graziele Frederico, Humberto Torres e Berttoni Licarião.


***


VIII Simpósio Internacional sobre Literatura Brasileira Contemporânea:
Escritas – Leituras – Resistências
3 a 6 de dezembro de 2017 – Universidade de Brasília

Sartre dizia que a tarefa do escritor é fazer com que ninguém possa ignorar o mundo e se considerar inocente diante dele. Dentro dessa perspectiva, em tempos de golpe político e de avanço dos discursos fascistas no país, este VIII Simpósio Internacional sobre Literatura Brasileira Contemporânea pretende indagar as formas de resistência que estão sendo construídas no interior do campo literário brasileiro e suas possibilidades. Da escrita que retoma a ditadura e seus perigos ao esforço diário de pequenas editoras, livrarias e coletivos para se manterem de pé, passando ainda pela produção de escritoras/es negras/os, pobres e das periferias, e por projetos de leitura e ensino, buscar-se-á entender narrativas e gestos que, de algum modo, se estabelecem em defesa do acesso amplo e democrático à cultura e à literatura brasileira.

Coordenação geral: Anderson da Mata (UnB)

Organização: Grupo de Estudos em Literatura Brasileira Contemporânea